Fotos do lado oculto da Lua são divulgadas pela China e impressionam

A Administração Espacial Nacional da China comemora um ano de desembarques históricos localizados longe da lua, com 4 missões em Chang, a primeira da história a pousar na região. Para comemorar a data, a agência divulgou imagens inéditas do site, além de uma série de novos dados.
Mesmo sendo uma investigação estática, foi com o veículo espacial Yutu-2, a cratera Von Carman, para localizar a área ao redor do local de pouso. Os dados foram coletados durante um período de 12 dias lunares, o que equivale a cerca de seis meses, pois cada dia lunar permanece na Terra por cerca de duas semanas.

As imagens divulgadas foram gravadas pela câmera Terrain, que possui um balanço de cores muito nítido, bom e rotação de 360 ​​graus. Embora tenha parado de trabalhar no final do primeiro dia lunar, conseguiu enviar de longe um conjunto de fotos detalhadas da lua.
A China não quer perder tempo e já está se preparando para a missão Chang'5, que está programada para ser lançada ainda este ano. Seu objetivo é investigar a coleta de amostras lunares de dois quilos de um local próximo a Mons Rumker, uma formação vulcânica localizada na região chamada Onus Procellarum. Web Play